sábado, 16 de fevereiro de 2013

"Estiquei meu cabelo e agora ele não quer mais cachear!"

Fonte

Na semana passada vimos uma das consequências do uso do calor nos fios. Hoje, resolvi comentar sobre uma queixa que no início me surpreendeu, mas agora percebo que é bem mais comum do que imaginava. Vez ou outra, leio relatos de meninas desesperadas, contando que fizeram escova seguida de chapinha ou baby liss e, mesmo após lavarem o cabelo, seus cachos não se comportaram mais como antes: ficaram indefinidos ou esticados, disformes.


"Por que isso acontece?"
O calor muito intenso e direto pode alterar a estrutura do fio de forma definitiva. Acredita-se que ele afete as pontes de hidrogênio (aquelas que permitem que o cabelo molhado seja “moldado” por bobes, twists ou por uma escova após seco), ao mesmo tempo em que causa perda de proteínas do fio. A combinação desses dois fatores muda o formato do cabelo de forma irreversível



"E agora, o que eu faço?"
Quando se estica o cabelo com secador e prancha muito quentes e ele se altera, tratamentos à base de proteína podem ajudar, até certo limite, os fios a voltarem ao seu formato original, pois repõem as proteínas perdidas no processo. O uso contínuo e prolongado do calor pode gerar uma perda proteica tão grande que o fio enfraquecerá a ponto de quebrar


Quais temperaturas são seguras para usar no cabelo? 
Sempre que se aplica algo quente nos fios eles sofrem, em algum grau (pense na sua roupa, que vai ficando desgastada ao longo do tempo com o uso do ferro de passar, mesmo que você use na temperatura indicada como adequada). Por isso, o melhor é evitar o uso de calor

Quando não houver outra saída, procure usar um protetor térmico e um aparelho que tenha regulagem de temperatura. Neste caso, prefira as temperaturas até 150°C, que fazem com que o cabelo perca hidratação, mas não sofra consequências mais graves. De 160 a 175°C o cabelo, além de ficar desidratado, pode sofrer alguma deformação plástica permanente – o cabelo irá voltar ao seu estado “normal”, mas não exatamente como era antes (justamente o problema relatado pelas meninas que fazem escova e o cabelo fica “estranho” após lavar novamente). Finalmente, acima de 200°C, o cabelo derrete, e aí não adianta chorar sobre o leite derramado! 


“Heat training”: o que é isso? 
Existem pessoas que usam esta consequência a seu favor. Este procedimento é chamado de heat training. Ele consiste em “abrir” os cachos de forma gradual, com o uso controlado de calor aplicado diretamente nos fios. O cabelo, após algumas sessões de secador e chapinha, não irá mais enrolar ou encolher como antes, ainda que seja molhado. 

As adeptas do heat training alegam que o processo de deixar o cabelo menos crespo com o auxilio do calor ajuda a evitar o embaraço exagerado, os nós de fada e, portanto, proporcionaria a retenção do comprimento, ampliando a gama de penteados e estilos possíveis de se fazer no cabelo. 

Existem algumas naturais no YouTube, como a Longhairdontcare2011, que praticam o heat training e são bem sucedidas (olha só o tamanho do cabelo dela no vídeo abaixo!). Mas ela mesma reconhece que este método não é para todas e deve ser feito com muita cautela. Considerando que dificilmente algum cabeleireiro irá se propor a fazer isso, as adeptas precisam descobrir sozinhas os limites que seus cabelos aguentam - e a história nem sempre acaba com um final feliz...




Na minha opinião, cabelo esticado permanentemente por calor é sinônimo de cabelo danificado. É claro que existem procedimentos que também são danosos aos fios – relaxamentos e tinturas são, como o heat training, formas de danificar o cabelo de maneira “controlada”, já que nem todo mundo experimenta problemas como quebra exagerada, enfraquecimento e ressecamento dos fios, e muitas, a despeito dos procedimentos feitos, conseguem reter comprimento e conquistam cabelos longos e de aparência saudável. Essas pessoas possuem um cabelo que, naturalmente, é mais resistente a danos. Se o seu cabelo é naturalmente fino, frágil e só de ver um pente costuma arrebentar (como o meu!), então procedimentos que gerem danos, mesmo que de maneira controlada não são para você.




* As informações para esta postagem eu retirei deste, deste e deste site. Confira os artigos originais clicando nos links!

22 comentários:

  1. Quando meu cabelo era natural (há muuuito tempo) eu fazia muitas escovas e sentia exatamente isso, meu cabelo não enrolava mais e ficava com uma aparencia horrível, principalmente os cabelos da franja. Agora na minha transição estou procurando usar secador e prancha o menos possível. O cabelo fica muito mais saudável e os cachos estão me surpreendendo, afinal de contas, comecei os alisamentos com 14 anos quando tinha bem menos acesso a informação e por isso a solução mais fácil era o relaxamento e depois as progressivas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia, quais produtos vc está usando para fazer a transição? Também estou passando por esse sufoco para ter meus cachinhos de volta!
      Obs: meu cabelo não é cacheado, é encaracolado.beijo!!

      Excluir
  2. Nina, com o sempre ótimo texto, o meu cabelo é igual ao seu, só de ver o pente já tá quebrando. E eu não tenho a necessidade de abrir meus cachos, acredito que tenha outras formas, menos agressivas, como o Twist.
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  3. Nunca fui fã de escova, muito calor e também não gostava do cheiro e nem do ambiente de salão de beleza que sempre significou sofrimento pra mim. Acho que até os 29 anos só fiz umas 9 ou 10, no máximo.
    Sobre a Amend Anti-Age, desta vez acertei na mão e o cabelo ficou bom. Qual a máscara reconstrutora que você usa? Tenho que me preparar porque a Amend só vai dar pra mais uma aplicação.
    Beijão, fica com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Máscara com proteína agora uso a Masquintense. O efeito é incomparável à Anti-Age (tb, pelo preço, tem q transformar meu cabelo em ouro, rsrs)

      Excluir
    2. Vixe, vou continuar com a Anti-Age então, rs...
      Beijão.

      Excluir
  4. Oi Nica, leio seu blog há um tempão e amo.
    Presto atenção em tudo que leio sobre os efeitos do calor no cabelo e, como já estou há um ano sem relaxar, a cada dia dá mais medo de chegar perto de escova ou prancha. Obrigada por nos mostrar isso tão claramente.
    Tenho uma formatura para ir em breve e estou estudando um modo de fazer penteado sem danificar o cabelo com calor.
    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Nica.
    Ótimo texto (voce já deve estar cansada de ler isto!). Obrigada pelas dicas. Estava pensando em fazer uma escova para conferir o crescimento dos meus cabelos em um ano sem quimica. Mas vejo que vou usar bobes mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Nica, gosto do seu blog, muito mesmo e apesar de nunca ter comentado, sempre espero suas atualizações. Gosto das informações que vc disponibiliza.
    Só tenho 2 críticas a fazer:
    1 - acho que vc poderia se basear menos em artigos em inglês (não digo pela questão de entender o idioma, já que, particularmente, tenho inglês fluente) pois a realidade de outros países nem sempre é a nossa. Tem tanta história bacana no Brasil.

    2 - algumas vezes vc é um pouco arrogante ao defender sua opinião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo

      Infelizmente, a maior parte das informações sobre o nosso tipo de cabelo não está em português.

      Também infelizmente, nem todos são privilegiados, como você, e sabem inglês. Traduzir artigos e compilar informações de blogs gringos é uma forma de compartilhar meus conhecimentos, porque foi através deles que aprendi 99% do que sei hoje sobre meus cabelos. Acho que as dicas não são para serem copiadas de cabo a rabo, mas para servirem de base para construir a nossa rotina/regime capilar. É dessa forma que eu encaro, e percebo que as meninas que leem também fazem o mesmo.

      E quanto às minhas opiniões, bom elas estão aí para serem defendidas por quem concorda e contestadas por quem discorda, de maneira saudável e construtiva. Por isso gosto à beça dos comentários que as pessoas deixam aqui!

      Excluir
  7. Adorei teu blog! E eu concordo com vc. Cabelo que vive a base de secador e chapinha fica danificado demais! Nunca fui muito fã de pranchas e escovas. Ainda bem né? Rsrs...

    ResponderExcluir
  8. Discordo do Anônimo, não tem muita informação de qualidade sobre cabelos crespos em português, eu tenho aprendido muita coisa nos sites americanos, acho super útil a Nica traduzir para as meninas que não têm fluência no idioma. o Anônimo também confundiu firmeza de opinião com arrogância, nunca vi arrogância nos artigos da Nica...
    Concordo sobre o uso de calor nos fios, eu aboli totalmente qualquer utilização do calor nos meus cabelos e lucrei com isso, maior hidratação e maior definição dos cachos.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Meu cabelo não possui química alguma, apenas tonalizo, a cada meio ano, no salão. Mas como fiz muitas escovas (a "normal" mesmo: termo protetor, escova e secador) seguidas de chapinha, meu cabelo perdeu totalmente a forma, nem mesmo molhado ele fica cacheado. Na verdade está parecendo um cabelo com química... até minha cabeleireira disse isso... O interessante eh que a responsável pelas escovas e chapas feitas no meu cabelo foi ela :)
    Acredito que esses danos tenham sido provocados pelo altíssima temperatura utilizada pela cabeleireira nos meus fios (ela costumava usar 2 chapas para alisar o cabelo!), o produto utilizado antes dos procedimentos com calor e tb pela frequência com que fiz esses "alisamentos" (sem química).
    Agora estou meio que sem paciência para cuidar do meu cabelo cacheado, até pq jah tentei inúmeras técnicas para cachear ensinadas em blogs e vídeos, estou nutrindo meu cabelo 2 vezes por semana, e já cortei cinco dedos do comprimento dele e, por enquanto, nada deu certo.

    ResponderExcluir
  10. Oi
    Ha muito tempo eu estava procurando por algo que me explicasse porque meu cabelo estava assim, eu tenho uma chapinha com duas temperaturas e sempre usei em 230°, fiz a transição em 2012 e meu cabelo estava perfeito mesmo as vezes fazendo escova e chapinha até que comprei essa com duas temperaturas e minhas pontas perderam os cachos. Procurei pelo motivo na rede e não havia encontrado até então. Muito obrigada pela perfeita explicação, por conta dessaa pontas lisas estou com o cabelo na altura do pescoço novamente :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciana! Obrigada você pela visita! Torcendo aqui pelo seu cabelinho :)

      Excluir
    2. Olá,Nicapinica! O caso da Aline é o meu. Não tenho químicas nos meus cabelos, e nem molhados eles cacheam. Meus cabelos não são crespos, são cacheados. Me ajuda por favor! Me indica algum produto. Quero meus cachos já! Snif.

      Excluir
  11. Estou arrasada. É a segunda vez que isso me acontece. A primeira, comprei a tal prancha que faz cachos e torrei meu cabelo. Passei várias vezes e ele alisou completamente. Esperei longos três anos para que ele voltasse ao normal, e agora, pouco tempo depois, usei um babyliss emprestado e pimba, agora estou eu com meu fino cabelo totalmente sem forma, sem jeito, sem volume e sem graça. Já chorei horrores ontem, nem acredito que isso aconteceu de novo. Mais três anos com um cabelo horroros que não tem nada a ver comigo ou com a minha personalidade.
    A diferença, é que em nenhum momento encontrei informações sobre isso, só agora, três anos depois da primeira vez que em algum lugar, algo de realmente útil é publicado.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  12. GENTE isso aconteceu comigo nessa semana!
    Fiz um penteado pra uma formatura, o cabeleireiro fez escova, moldou cachos com chapinha e fiquei com eles presos pra pegar a forma. Na h que soltou eu vi que não estava muito cacheado, estava praticamente liso, já estava estragado!
    Já lavei, hidratei, tudo, e não muda. Só de pensar que vou ter que esperar crescer... quero matar o cara que fez isso. Adoro meu cabelo cacheado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora me desesperei com teu comentário, no sábado pedi prá cabelereira fazer uma escova e após a escova ela fez chapinha para virar as pontas para cima, e meu cabelo ficou totalmente liso, nesses dois dias continuo lavar e passar produtos prá hidratar ele achando que vai voltar, já tá meio curto, o que fazer agora?

      Excluir
  13. Olá, amei seu blog!

    Isso aconteceu comigo...
    E acredite eu estou arrasada... sentindo que todo tempo foi perdido em minutos.
    Eu fiz uma escova no meu cabelo pra fazer um penteado para a minha formatura.

    Só que a menina que saco vou não usou protetor térmico.
    Ela disse que a mãe dela tinha passado na lavagem, só que não passou. E ainda me chamou de psicopata, pode isso?

    Quando voltei da formatura lavei o cabelo e vi que estava com efeito levemente liso, fiquei triste, nas achei que ia voltar... No outro dia levei e hidratei e nada.... só agora eu entendi o que aconteceu...


    Só de pensar que terei que passar por tudo outra vez


    Ele não tá liso, mas não Ta como antes... Tá até maior...


    Mas já chorei....

    Vou passando proteína pra ver se melhora um pouco
    Mas nunca mais faço escova... NUNCA MAIS!

    ResponderExcluir