sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

O método da Teri LaFlesh (parte 5)

* E vamos dando continuidade à série de postagens sobre o método da Teri LaFlesh. Para ver as demais postagens desta série, clique aqui


Secar
Depois de lavar, condicionar, desembaraçar e definir seus cachinhos, é necessário deixar o cabelo secar. O processo de secagem costuma ser mais demorado porque seu cabelo, além de bem molhado, estará com bastante condicionador. Por isso, é bom começar o processo pela manhã – assim você dá tempo de seus fios secarem naturalmente, sem necessidade de secador.

Meu cabelo bem molhado e preso com clipes.
Olha o branquinho do condicionador!
Ao secar, isso tudo sai...


O secador deve ser evitado sempre que possível. Quando não houver outro jeito, tente usar para secar mais as raízes, o que por si só já diminuiu bastante o tempo total de secagem.

Enquanto o cabelo seca, é normal que ele fique meio pegajoso. Isso é sinal de que tudo deu certo até agora. Enquanto ele estiver molhado ou úmido, não fique mexendo no cabelo! Se os fios insistem em cair no seu rosto, use clipes de cabelo para afastá-los, mas não manipule muito.

O que eu faço: sempre que posso, deixo o cabelo secar naturalmente. Quando é impossível, eu uso o secador na velocidade mais lenta/mais fria, sem o bico direcionador e sem difusor. Coloco o jato de ar bem longe da minha cabeça e fico alguns minutos em cada área – costumo começar pela nuca, colocando o jato pelas laterais do pescoço, um lado de cada vez; depois passo para a “coroa”, ou seja, o topo da cabeça e à medida em que seca o cabelo, vou abrindo delicadamente para que sequem as camadas mais internas, perto da raiz; finalmente, coloco o jato nas laterais e finalizo movimento a cabeça para frente e para trás, para um lado e para o outro, pra “arejar” as partes que não foram atingidas de primeira pelo vento quente do secador. Eu procuro não secar 100% e demoro cerca de meia hora no inverno e 20 minutos (no máximo) no verão.



Proteger
À noite, seu cabelo já deverá estar seco, ou quase seco. Antes de deitar a cabeça no travesseiro, é importante proteger os fios – ou todo o seu trabalho terá ido por água abaixo.
A Teri tem um cabelo enorme, logo ela consegue fazer uma trança frouxinha que guarda os fios até o dia seguinte. Se o seu cabelo é mais curto, pode fazer duas tranças, como marias-chiquinhas, ou coque (s). O importante é não dormir de cabelo solto.



Reavivar
Na manhã seguinte, após desmanchar a trança ou o coque, seus cabelos provavelmente estarão meio amassados. Mas isso é fácil de resolver: basta sacar um pouco de condicionador e um pouco de água e refazer os cachos que estiverem mais desmanchados. Se o travesseiro levantou frizz, a Teri ensina a passar um pouco de água + condicionador com as mãos nas áreas arrepiadas, até que os cabelinhos se acalmem. 

O que eu faço: na hora de dormir, eu gosto de prender meu cabelo usando a técnica do “banding”, que nada mais é que fazer um rabo de cavalo preso com várias xuxinhas, até a ponta. Além de proteger o cabelo, dessa maneira eu também dou uma esticada nos cachos, já que eles encolhem assustadoramente quando lavo. Contudo, presto atenção para que as xuxinhas não sejam muito apertadas, ou meu cabelo pode ficar muito marcado. Eu procuro aquelas que sejam revestidas e já venham em um tamanho apertado, pra que eu não precise ficar dando voltas pra prender o cabelo.
Após o banding, eu gosto de prender o rabo de cavalo pra cima com clipes de cabelo e envolver minha cabeça em um lenço de tecido sintético. Assim meus cabelos ficam protegidos do atrito com a fronha do travesseiro e livres de frizz. Com essa forma de proteção, no dia seguinte os retoques para reavivar os cachos costumam ser mínimos! É praticamente soltar o cabelo que ele já está pronto pra sair.


Banding
Estilo Dona Florinda!



A T E N Ç Ã O !!!


Não é qualquer condicionador que serve para ser deixado no cabelo. A Teri recomenda alguns em seu site mas, como ela é americana, muitos deles nós não encontramos no Brasil. Ainda assim, no fim das contas, é mera questão de experimentação: você tem que testar o condicionador no seu cabelo pra ver se dá certo

Esse aqui é meu estoque de produtos.
Os dois potões da Matrix e os Elséve (com exceção do Hidra-max Colágeno!)
são meus condicionadores favoritos.
E como saber se deu certo? Para funcionar de acordo com esta técnica, você precisa aplicar o produto seguindo estas instruções, esperar secar e observar como o cabelo reage. Às vezes o condicionador é tão ruim para a técnica que você já vai notar no processo de secagem...

Um bom condicionador para o método da Teri deve deixar seus cachinhos/molinhas bem definidos, com os fios grudadinhos uns nos outros em cada cacho. Se os cachinhos ficarem naquele aspecto de algodão, fofos ou com frizz, o condicionador provavelmente não serve pra você. Condicionadores muito ralinhos não costumam ser bons pois não dão "liga" às mechinhas.

Esse condicionador não serviu...
Esse aqui serviu!
  
Se o seu cabelo ficar muito ressecado no dia seguinte, o condicionador também não serve para ser deixado nos fios (talvez ele seja bom usado da maneira tradicional, enxaguando após a pausa, mas não deixando no cabelo como se fosse um creme de pentear).



IMPORTANTE!

Como se pode ver nas fotos, a Teri tem um cabelo totalmente natural, assim como eu. Se o seu cabelo está com algum tipo de química que tenha desfeito seus cachos (alisamento ou relaxamento que deixe o fio mais pra ondulado), é muito provável que esta técnica não funcione!

O método da Teri serve pra quem tem o cabelo enrolado bem apertadinho - por isso o nome do site dela, "Tightly Curly". Ele não produz cachos, eles apenas realça e define aqueles que a pessoa já tem. Portanto, se você não tem cachos, o método, por si só, não vai te dar cachos! Caso pretenda não mais usar químicas, é melhor esperar crescer alguns centímetros de raiz e cortar a parte mais esticada, para começar do zero com o cabelo natural que vem crescendo.

Também acho muito importante falar que a Teri não obteve os resultados maravilhosos que a gente vê da noite pro dia. Foram anos e anos pra descobrir o que o cabelo dela queria e mais anos e anos até ele passar a responder bem aos cuidados. Eu também aprendi ao longo da minha jornada que não existem produtos milagrosos nem tratamentos mágicos que recuperam o cabelo. O que existe é paciência e disciplina - e mais um pouco de paciência!


Ame seu crespo!





24 comentários:

  1. Crishair (Kel Cris)6 de março de 2012 17:34

    Oi Nica!

    Nossa, como não descobri teu blog antes?! Adorei os esclarecimentos e vou adotar algumas práticas (eu que me julgava expert no método da Teri rsrs).
    Os textos estão ótimos! Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cris!
      Sabe que eu, de tempos em tempos, volto lá no site da Teri e leio tudo de novo? Acho que conforme o tempo vai passando a gente acostuma e dá aquela "relaxada", rs, pq acha que já está tão enraizado dentro da gente, tão automático, rs... É sempre bom rever as regrinhas de vez em quando pra refletir sobre o que temos feito.
      Bjos e obrigada pela visita ;)

      Excluir
  2. amei as dicas tô seguindo seu blog vi alguns cabelos lindos e não entendia o porque kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, Viviane! Espero que as dicas sirvam pra você!
      Boa sorte com os cabelos!

      Excluir
  3. Oi, Nica, tb estou adotando meu afro natural. Acabo de fazer o big chop e está curtinho. Queria que vc descrevesse o nome dos produtos que vc usa pois na foto não dá para ver direito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, achei que tinha respondido aqui, mas não respondi!
      os produtos da fotos são xampu Surya Amazônia Preciosa, Matrix Biolage e Relaxima, Elséve Liss Intense Extreme e RT5 Química, Máscara Banho de Gelo Haskell, Máscara Absolut Repair...
      Bjos!

      Excluir
  4. Olá Nica, estou começando pesquisar sobre low poo. Qual shampoo vc usa para o low? O site da Teri esta fora dor ar :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uso os da Surya, da linha Amazônia Preciosa :)

      Excluir
  5. Meu cabelo está ainda em transição, mas tenho aplicado a técnica, funciona para as partes que estão ao natural, que são bem crespas, o comprimento com química depois eu amasso bem para enrolar e não ficar tão diferente.
    bjus
    Andreax

    ResponderExcluir
  6. Por que o condicionador elséve hidramax colágeno não é um de seus preferidos? Minha pergunta se deve ao fato de que de todos os que vc mostrou este é o único que tenho!! Tenho usado e gosto do resultado. Ainda não comecei a usar o método da Teri, mas pretendo fazê-lo mesmo usando química (relaxamento) a cada 4 meses. Estou pensando em zerar a química, seus conselhos e, principalmente, seu cabelo estão me inspirando... parabéns vc é linda e seu cabelo é o máximo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelos elogios :)

      Este condicionador me dá muito frizz e deixa meu cabelo opaco, com aparência de sujo. Pra mim ele não deu muito certo. A Elseve tem outros melhores.

      Bjão!

      Excluir
  7. Oi Nica, tenho uma dúvida, quantas vezes por semana você faz esse processo da Teri no cabelo? Quanto tempo os cachos definidos duram com esse processo de lavar, condicionar, pentear, definir, conservar de noite e reavivar no dia seguinte?

    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deh, eu faço o processo todo uma vez na semana e meus cachos duram uma semana nesse esquema de ir reavivando. Talvez nos últimos dias eles já estejam meia boca, mas aí eu prendo, faço um penteado...
      Bjos!

      Excluir
  8. Nica, adorei todos os posts sobre a Teri. Eu acho que faço algumas coisas, mas vou tentar seguir mais direitinho. Uma coisa que não vou conseguir fazer é a forma de lavar os cabelos, não gosto de lavar no chuveiro. E eu nunca deixei condicionador nos cabelos, já estou doida pra experimentar fazer. Depois te conto o que achei. Ah o metodo loc já começei a testar. Beijocas

    ResponderExcluir
  9. Ola, acabei de conhecer seu blog e já amei,eu tenho menos de 30 dias de cabelos naturais e soltos, fiquei quase um ano sem relaxamento, consegui usando tranças esse tempo todo fiquei super feliz com o resultado, mas ainda tenho que aprender muitas coisas para trata-lo como ele é, cremes, condicionadores entre outras coisas, nunca soube como tratar sozinha do meu cabelo, pois quem cuidava deles era minha mãe, que cuidou até quase os meus 18 anos, pra dizer a verdade eu só peguei meu cabelo pra pentear quando eu tinha 16 anos, hoje eu tenho muita dificuldade, mas sei que aos poucos vou conseguindo... Bom Parabéns pelo blog e pelo cabelo... Tentarei algumas coisas aqui do blog...

    ResponderExcluir
  10. Nica, adorei o passo a passo. Acabei de fazer meu mega BC, assim que tiver maior, vou tentar seguir as técnicas. Ah, seu cabelo tá um luxo! Mil Bjs, Keli Sales

    ResponderExcluir
  11. Nica, seu blog foi um achado. Também sou crespa e também tenho um blog onde falo um pouco dessa luta com meus cachos, fiz a transição e ela foi longa e ainda não terminou. Adorei o método da Teri, porém um ponto me chamou muito a atenção, na troca do leave-in pelo condicionador e isso diminui o volume, mas não quero diminuir o meu volume e agora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que o cabelo secar você pode tentar levantar a raiz com um pente garfo, Ray. Mas com o passar dos dias geralmente o cabelo vai ganhando mais volume por conta própria. ;)

      Excluir
  12. Como faz pra quem tem cabelo curtin e não tem como prender de jeito nenhum??? rsrs... só a fronha ja resolve???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode também usar um lenço de cetim ou entao a touquinha, Michele.
      Bjos!

      Excluir
  13. Nica é vivendo e aprendendo..Agradeço de coração pela criação do teu blog..você faz muitas naturais felizes! Abraço forte

    ResponderExcluir
  14. Nica, o que achei mais interessante é o fato de a técnica exigir poucos produtos. Li em outros blogs que as meninas investem muitos em pilhas de produtos diferentes. Gostaria de saber se a técnica permite ou exige hidratação, nutrição, reconstrução, etc.
    Parabéns pelo blog, vc tem uma forma muito objetiva e simples de explicar que facilita o entendimento.
    ELaine

    ResponderExcluir
  15. Nica, adorei os métodos da Teri LaFlesh, li todos, e estou pronta para começar essa nova experiência no meu cabelo!
    Bom, tem uma coisa que realmente me deixou com um dúvida, assim, logo no final da postagem, você disse que esse método é indicado para quem tem o cabelo natural e que pode não funcionar com cabelos quimicamente tratados, e eu cuido do meu cabelo no Beleza Natural, para falar a verdade, faz um bom tem que eu não vou lá, mas eu percebo que o meu cabelo forma sim cachinhos, mais frizzadinhos, ou seja, mais fechadinhos, mas formam! então, pode ser que isso funcione com o meu cabelo, mesmo este sendo quimicamente tratado?

    Espero ter entendido a minha pergunta, Nica! ficarei aguardando o feedback!
    Beijos.

    ResponderExcluir