domingo, 22 de abril de 2012

Desembaraçando o cabelo seco



Desembaraçar o cabelo não é tortura, nem deve ser transformado em algo sofrido. O bom desembaraçar é a união de técnica correta com instrumento correto e atitude correta.

A recomendação padrão para desembaraçar o cabelo costuma ser: "faça o procedimento com os cabelos molhados e com bastante condicionador". Para as encaracoladas-encarapinhadas (ou kinky-curlies) como eu, este método pode ser o mais eficiente – ou o único possível, no meu caso em particular.

Mas o cabelo muito encarapinhado, aquele que não faz cachos, pode embolar ainda mais quando tentamos desembaraçá-lo molhado. Por isso, as donas de carapinhas respeitosas podem experimentar desembaraçar o cabelo seco.
Apesar de isso ir contra tudo o que se lê e se aprende durante a vida, deixa eu esclarecer: cabelo seco pode ser entendido de várias maneiras. Mas "cabelo seco" não significa, necessariamente, cabelo sem nenhum produto. Ao desembaraçar o cabelo seco, podemos lançar mão de um condicionador e/ou de óleos vegetais. A aplicação de algum produto nos fios, mesmo que secos, ajuda a deslizar o pente ou os dedos e facilita o trabalho, além de auxiliar no tratamento dos fios.
Normalmente, quem opta pelo desembaraçar a seco opta também pelo desembaraçar com os dedos. Isso porque como os fios encarapinhados são superfrágeis, um pente ou escova podem ser por demais agressivos, provocando mais quebra e pontas danificadas.

Óleos podem ajudar
a desembaraçar o cabelo seco

Vamos às regras básicas para um desembaraçar tranquilo:

Tenha paciência
Não desembarace seu cabelo em momentos de estresse ou pressa. Você vai acabar fazendo seus fios de bode expiatório, descontando neles a sua raiva ou nervosismo – e os pobres coitados não tem nada a ver com a história, no fim das contas!

Divida o cabelo em seções
Quanto mais seções, mais fácil será o pentear. Nunca separe suas seções “rasgando” seus cachos: respeite seus fios e divida onde eles querem se dividir (mesmo que as seções fiquem de tamanhos diferentes). Se ele não quiser se separar de jeito nenhum, delicadamente segure a metade de cima da mecha que você quer dividir e, lentamente, desfaça o embolado que ficar com a outra mão, até que as duas partes do cabelo se separem.

Comece pelo fim
Se você começar enfiando o pente logo na raiz, provavelmente não vai conseguir sair do lugar porque os nós vão formar um verdadeiro “bolo”, simplesmente intransponível. Sempre comece a desembaraçar seu cabelo pelas pontas. Quando elas já estiverem desembaraçadas, mova seu pente, escova ou dedos um pouco mais pra cima e desembarace este trecho também. Faça isso sucessivamente, sempre “subindo” pelo comprimento do cabelo até chegar à raiz.

Vá por partes
Você não dividiu seu cabelo em várias seções à toa. Trabalhe com uma seção de cada vez e, quando ela estiver desembaraçada, prenda-a para que os fios não voltem a se embolar (pode ser num coquinho, uma trança frouxa ou twist, tanto faz). Se você estiver desembaraçando e estilizando ao mesmo tempo para um estilo "afro" ou "black power" talvez não vá querer prender a seção para não destruir o resultado. Nesse caso, tente não mexer mais no cabelo que você acabou de desembaraçar e passe para a próxima seção sem perturbá-lo muito.


Ainda não acredita que cabelos encarapinhados podem ser desembaraçados secos? Então olhe este vídeo da Cipriana, uma das Urban Bush Babes, desembaraçando seus longos cabelos (secos) usando apenas os dedos:


Apesar de o vídeo estar em inglês, acredito que dê pra entender, através das imagens, como a Cipriana manipula o cabelo. Ela prefere começar a desembaraçar os cabelos pela raiz porque sempre usa os fios presos - logo, a parte que realmente estará embaraçada será apenas aquela próxima à raiz; como o comprimento, a bem dizer, já está livre de nós, não corre o risco de causar aquele "efeito bololô" de juntar todos os nós em determinado trecho do cabelo. Repare que ela separa mechas bem finas para desembaraçar e separa praticamente fio a fio, sem "rasgar" a mecha de cabelo, trabalhando com muita paciência os nós mais difíceis e sempre saturando os fios com óleos (neste caso, uma mistura de óleo de rícino, jojoba, coco, entre outros).

É importante dizer que a Cipriana usa o cabelo 100% do tempo, preso em estilos protetores. Basicamente, ela faz vários twists no cabelo (todos bem finos porém frouxos) e depois faz um penteado - que não costuma ser nada comedido, como podemos ver no vídeo. Por conta destes cuidados, o cabelo da Cipriana, apesar de superencarapinhado, conseguiu atingir um comprimento incrível. Mas a Cipriana e os penteados protetores merecem, cada um, uma postagem exclusiva, em detalhes...

Por enquanto, se você tem cabelo encarapinhado e não consegue lidar com ele molhado, experimente manipulá-lo seco, desembaraçando os fios antes de lavar e em seguida lavando-os presos em twists largos ou tranças. Talvez o seu processo de estilização fique muito mais fácil a partir disso.

5 comentários:

  1. Adorei a dica, mas eu desisti alisei o cabelo.
    Add meu blog
    bonequinhadepixe.blogspot.com
    Dá uma espiada na loja
    bonequinhadepixe.tanlup.com
    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Apesar de o meu cabelo não ser exatamente crespo (é cacheado, com cachos abertos e raiz lisa), e só cachear mesmo se eu modelar (eu costumo "amassar" bastante os fios úmidos com creme), ele é muitíssimo fino, e morro de medo de penteá-lo seco (uso escova/pente nele molhado), então nem tento, nem com os dedos, rs...
    Quem sabe eu agora não tente experimentar...
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só tem que ter muito cuidado, Esther... E realmente não é para todos os tipos de cabelos (eu já tentei no meu e não gostei do resultado...)
      Bjos!

      Excluir
  3. É uma guerra pra desembaraçar o meu cabelo, mas acabo vencendo #aindabem
    Otimas dicas, e ja até separei umas pra pôr em pratica!
    Vai lá conhecer meu cafofo
    http://pretapretinhablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, que bom que você está curtindo as Dicas, Pretinha!
      Bjos

      Excluir