domingo, 6 de maio de 2012

Cultivando nossos cabelos


Muitas de nós optam pela transição em busca de um cabelo mais forte e saudável. Quem já tem a raiz grande o suficiente, ou já está completamente natural sabe que os fios relaxados ou alisados, em geral, são bem mais frágeis e finos, partindo-se por qualquer movimento mais brusco que façamos, mesmo com o uso de bons produtos e tratamentos.

Devido a essa fragilidade, é comum que os cabelos com química tenham certa dificuldade para ganhar comprimento. Especialmente para quem tem fios naturalmente muito finos, o tamanho limite é a altura dos ombros. A dificuldade de se obter um cabelo que ultrapasse esse limite é, portanto, compartilhada por grande parte das que optam por alisamentos e relaxamentos.

Por este motivo, pode-se acreditar que os cabelos crespos e encarapinhados não crescem muito, ou possuem um ritmo de crescimento mais lento que outros tipos de cabelo. Além disso, o fato de nosso cabelo em estado natural crescer “para cima”, em formato “black power”, ou ainda a alta taxa de encolhimento das nossas molinhas (que, quando esticadas, dobram ou até triplicam de tamanho) contribuem para reforçar esta impressão. 

Que diferença! Cabelo encolhido (esq.) e esticado
O fato é que, embora certas pesquisas científicas apontem que o cabelo afro pode ter uma taxa de crescimento menor do que a de outros tipos de cabelo, todos os cabelos crescem (a média é de um centímetro ao mês). E mesmo que o nosso tipo de cabelo cresça mais devagar, essa diferença não justificaria o fato de ele parecer estar estacionado no mesmo comprimento para sempre – afinal, de pouquinho em pouquinho era para, um dia, ele sair do lugar e mostrar comprimento!

Pois é possível sim fazer o cabelo encarapinhado atingir tamanhos longos. Como eles são mais delicados, talvez precisem de alguns cuidados e técnicas diferenciados para se obter este resultado. E é sobre esses cuidados que irei falar de forma mais detalhada no blog este mês. Como bem disse a JC em seu blog, às vezes a preocupação com que produtos usar, como estilizar e que ingredientes são nocivos ou benéficos é tão grande que acabamos não prestando atenção ao que estamos, nós, fazendo com nossos fios para que eles não cresçam como deveriam. As experts, donas de cabelos longos,  pela internet (como Kimmaytube, Naptural85, Cipriana e Chicoro, entre outras) possuem diferentes, texturas, usam diferentes produtos, diferentes estilizações e ainda assim conseguem um cabelo comprido. Mas então o que elas tem em comum para obterem o mesmo resultado? A resposta para essa pergunta você descobrirá com a coletânea de dicas deste mês, as quais fui pescando ao longo da minha jornada capilar e que me ajudaram (e continuam me ajudando) a manter meu cabelo encaracolado-encarapinhado extremamente longo e crescendo.

Eu, que tinha o cabelo empacado em determinado comprimento até certo período da minha jornada natural, um belo dia percebi que o meu cabelo crescia como qualquer outro. O que acontecia era que ele não mostrava este crescimento simplesmente porque eu não estava tomando as devidas precauções para que ele não se danificasse e perdesse, nas pontas, os centímetros ganhos na raiz. A partir do momento que eu incorporei à minha rotina as práticas corretas, obtive resultados inéditos, que eu nunca tinha conseguido na época em que usava relaxamento e meu cabelo finalmente mostrou o comprimento que deveria mostrar.

Meu cabelo em 2008
Meu cabelo em 2012
Não existem truques ou milagres para fazer o cabelo crescer. Além da genética que, em última instância, determina certos limites do nosso corpo, o que existe é muita paciência e muita disciplina, porque os resultados só são percebidos a médio e longo prazo.

É por esse motivo que eu chamo este processo de cultivar o cabelo. Não é só "fazer crescer", mas também se dedicar a isso. É como cuidar de uma plantinha: depois de plantarmos a semente, ela não vai brotar de um dia pro outro. É preciso água, adubo (e há quem diga que uma conversa também ajude!). Depois de uns dias ela começa a nascer e, quanto mais o tempo passa, maior e mais bonita ela fica. E é exatamente isso que acontece com o nosso cabelo, se cuidarmos dele da maneira que ele precisa e merece.

Cultivar o cabelo não precisa e nem deve ser um fardo; pelo contrário, cultivar o cabelo pode se transformar num hobby, dependendo de como encaramos o processo. Pode ser o seu passatempo, a sua forma de relaxamento ou um experimento: cultivar o cabelo é divertido e vale a pena.

11 comentários:

  1. Oi Nica, muito prazer. Achei você linda de todo jeito, de cabelo curto ou longo. Eu fazia permanete afro nos cabelos ma no ano assado resolvi tentar deixar natural. Depois de encontrar o blog da Rosa (http://negrarosarosanegra.blogspot.com.br/) tomei coragem e cortei o cabelo há uma semana. Sempre vou passar por aqui pra ver as novidades. Ressucitei meu blog (http://blogsoulmuleka.blogspot.com.br/) e de vez em quando vou colocar algumas coisas novas lá.
    Beijão e muito obrigada pelas dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muleka, obrigada você pela visita! E que bom que você está curtindo sua nova fase e aproveitando as dicas do blog :)
      Bjos!

      Excluir
  2. Nica, penso igual a você, cuidar do meu cabelo não é um fardo, é um momento de cuidado comigo mesma, uma momento só meu, meu hobby. Seu cabelo é lindo. Estou cultivando a minha plantinha. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Rosangela!
      P.S.: Adoro seus vídeos!
      Bjos!!

      Excluir
  3. Nica eu concordo plenamente com vc! Tenho cultivado meu cabelo e percebo o quanto ele cresce a cada dia! Vale muito a pena cuidar com carinho, amor e claro colocando dicas como as do seu blog em prática! ;)

    Um beijoooo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aninha, e haja amor, porque você está com um cabelo maravilhoso!
      Bjoooos!!!

      Excluir
  4. Ai Nica, me identifiquei tanto c esse post! meu cabelo não sai dos ombros há mil anos, ele cresce sim,enche, o q adoro, mas não sai do lugar... me ajuda Nica, dê tds as dicas, já falei la no encaracoladas q fico encantada c seu comprimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe, vou postar sim, Fernanda! Elas vão ser mais específicas para cabelos como o meu, mas aí vc vai experimentando pra ver se alguma serve p/ vc tb... Eu acho que se não serve 100%, dá idéias p/ gente adaptar e inventar o nosso próprio método :)
      Bjooo!

      Excluir
  5. Nica seu cabelo é realmente muito bonito e bem cuidado, parabéns !!
    eu gostaria de saber oque você faz para que eles fiquem assim tão bonitos ? Meu cabelo é encarapinhado e muito fino, dava permanente afro, no início ele encaracolava mas agora ele alisou de vez.. O que eu faço para deixa-los naturalmente bonitos ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, obrigada!
      Olha, meus cabelos também são muito finos e eu só cheguei a esse resultado hoje com muita paciência e muita disciplina na minha rotina de cuidados capilares. Usei não só os produtos certos, mas também da forma certa e com a atitude correta em relação ao meu cabelo. A partir do momento em q a gente passa a enxergar a beleza natural dos nossos cabelos eles começaram a ficar realmente bonitos :)
      Bjos!

      Excluir